Confiança do consumidor é a maior desde outubro de 2014, aponta FGV

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas, avançou 0,4 ponto de dezembro de 2017 para janeiro de 2018. É a quinta queda consecutiva, com o índice atingindo o maior nível desde outubro de 2014, de 91,3 pontos, ficando 9,5 pontos acima de janeiro do ano passado, em uma escala de 0 a 200 pontos.

O Índice de Situação Atual subiu pelo sexto mês consecutivo, com uma alta de 1,8 ponto, e chegou a 76,6 pontos. A percepção dos consumidores com relação à situação econômica atual foi o que mais contribuiu para a evolução positiva em janeiro. O indicador que mede o grau de satisfação com a economia no momento avançou 2,3 pontos para 85 pontos, e atingiu o nível mais alto desde janeiro de 2015, de 85,8 pontos.

O Índice de Expectativas teve queda de 0,6 ponto percentual e chegou a 97,6 pontos. O resultado de janeiro interrompeu uma sequência de quatro altas consecutivas. O indicador das perspectivas para a situação econômica nos seis meses seguintes recuou 1,1 ponto, para 115,7 pontos. após atingir o maior nível da série em dezembro de 2017 (116,8 pontos).

* Matéria atualizada às 11h18 para corrigir informação dada pela FGV. Foram cinco quedas seguidas no Índice de Confiança do Consumidor, e não seis, conforme informado.

Fonte: Agência Brasil

Indice de Confianca do Consumidor

Data: 25/01/2018
2017 - Todos os Direitos Reservados à Rádio Pomerode.
Site desenvolvido por:
Alho-poró e DM System