Em 20 dias, 55 mortes são registradas em rodovias de SC

Levantamento inédito realizado entre 22 de dezembro de 2017 e 10 de janeiro registrou 36 acidentes com mortos nas rodovias estaduais e federais do estado.

Em 20 dias, 55 mortes foram registradas em 36 acidentes ocorridos em rodovias estaduais e federais de Santa Catarina. Esse é o resultado do levantamento especial do G1 SC em parceria com veículos da NSC Comunicação que registrou todos os acidentes com mortes entre as 18h do dia 22 de dezembro de 2017 até as 23h59 de 10 de janeiro de 2018.

Trata-se de uma pequena amostra, se comparadas as 652 mortes no trânsito que ocorreram em todo o ano de 2016 no estado, mas revela um retrato da violência nas rodovias de Santa Catarina.

O período monitorado é um dos mais movimentados nas rodovias do estado por causa dos feriados de natal e ano novo. Diferente do balanço oficial divulgado pelas Polícias Rodoviárias, o "Radar da Violência nas Estradas" apontou um número 57% maior de mortes nesses 20 dias. Isso porque a produção do projeto levou em consideração as mortes ocorridas também nos hospitais e não somente as vítimas que morreram nas rodovias.

Os números revelam dados preocupantes se fizermos comparativos, com a criminalidade por exemplo. No ano passado, Santa Catarina registrou 383 mortes por homicídio, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública. Foi considerado o ano mais violento da história do estado. Enquanto isso, em apenas 20 dias de monitoramento das mortes nas rodovias estaduais e federais, foram registradas 55 mortes. Uma média de 2,75 mortes por dia nas estradas, contra 1,04 mortes em decorrência dos homicídios.

Alguns recortes se destacam, entre eles a concentração da maior parte dos acidentes na BR-282, no Oeste do estado, e em rodovias estaduais, também na região. Veja outros recortes que podemos fazer a partir do levantamento:

  • 54% dos acidentes ocorreram entre as 18h50min e as 5h;
  • Das 55 mortes, 31 ocorreram em BRs e 24 em SCs;
  • A rodovia com maior número de vítimas foi a BR-282, que liga a Grande Florianópolis ao Oeste, com 16 mortes;
  • Maior parte das vítimas tinha entre 18 e 25 anos e entre 36 e 40 anos;
  • 40% dos mortos tinham menos de 25 anos;
  • Mais de 40% dos acidentes foram causados por velocidade incompatível com a via ou com a condição climática;
  • 1 em cada 5 mortos tiveram ingestão de álcool como uma das causas;
  • A maioria das ocorrências foi registrada entre os dias 24 e 25 de dezembro: 11mortes; no dia 29 de dezembro: mortes, e nos dias 1 e 2 de janeiro: 10 mortes;
  • Em 65% dos casos, as vítimas morreram no local do acidente. As demais, no hospital ou durante o atendimento.
Fonte: g1.globo.com/sc

Data: 01/02/2018
2017 - Todos os Direitos Reservados à Rádio Pomerode.
Site desenvolvido por:
Alho-poró e DM System